Viva Terra | Viva mais saudável

Dicas de saúde e bem estar que vão ter ajudar ter hábitos mais saudáveis.

Categoria: Saúde

3 Dicas para Remover a Celulite nos Glúteos e Coxas

celulite glúteos


A gordura é uma coisa horrível para a maioria das mulheres. Embora a gordura é considerada uma parte de nossa anatomia humana, demasiado dela pode ser alarmante. Homens e mulheres muitas vezes nos queixamos de como aumentar rapidamente a gordura corporal, mas mesmo assim continuamos a comer alimentos pouco saudáveis e continuamos com maus hábitos de vida. Com o aumento de gordura, a celulite se desenvolve.


As áreas em que frequentemente ocorre a celulite é nas coxas e os glúteos da maioria das mulheres. Pode ser muito feia e embaraçosa. Por conseguinte, se notamos que a celulite está crescendo lentamente, então precisamos de nos livrarmos dela o quanto antes.


O que é a celulite?


A celulite é basicamente a formação de gordura em diferentes partes do corpo. Esta é a gordura resultante de ter demasiada ingestão de alimentos inadequados e o sedentarismo. Normalmente, a celulite se vê nos pontos elevados de gordura no nosso corpo, como o estômago, coxas ou nádegas. Os estudos mostram que, em comparação com os homens, as mulheres são mais propensas a desenvolver celulite, já que possuem maior quantidade de gordura em seus corpos do que os homens.


O que você deve fazer para se livrar da celulite?


Estas são algumas idéias:


Dieta baixa em gorduras.


Os alimentos que possuem alto teor de gorduras trans e gorduras saturadas são a causa número um dos desenvolvimentos de celulite. Podemos encontrar estes tipos de gordura dos alimentos processados. Para se livrar dessa celulite não desejada, devemos iniciar com uma dieta baixa em gorduras e mais saudável.


Em vez de comer alimentos processados, por que não comer grãos integrais ou frutas frescas e vegetais? Mas, em geral, também devemos comer uma porção de nozes ou carne magra regularmente, já que estes são exemplos clássicos de alimentos ricos em gorduras saudáveis. Também, precisamos tomar bastante água diariamente, cerca de oito a dez copos por dia.


Exercício adequado e regular.


Não importa quanto esforço entrar em ter uma dieta adequada, não podemos alcançar um corpo livre de celulite sem fazer os exercícios adequados com regularidade. A melhor combinação seria fazer tanto o treinamento de força, exercícios de cardio. Para começar, podemos caminhar o cão ao redor do bairro, pelo menos, meia hora. Uma vez que o fizermos, podemos andar ou até mesmo correr uma milha ou mais. Tenhamos em conta que queimar calorias pode ajudar a diminuir as possibilidades de desenvolvimento da celulite em nosso corpo.


Procedimentos médicos.


Se teve uma dieta baixa em gorduras e queimar calorias regularmente, mas ainda nos é difícil se livrar da celulite, o próximo passo é submeter-se a procedimentos médicos, os quais, são uma outra opção para se livrar da celulite.


A lipoaspiração é a forma mais adequada de se livrar da celulite. No entanto, é necessário ter em conta que a lipoaspiração é apenas uma maneira de remover temporariamente o excesso de gordura do corpo. Não é demais dizer que, depois de se submeter a este procedimento, devemos continuar fazendo a dieta adequada e exercícios regulares para evitar o desenvolvimento da celulite no futuro.


Se estamos preocupados demais com aquelas gorduras indesejadas e sem graça ao redor do corpo, ajuda muito para que possamos conhecer a grande quantidade de formas de nos livrar da celulite.


Como já sabemos, é muito embaraçoso ter celulite no corpo. Reduz a auto-confiança, a estima, fazendo com atividades simples, como ir à praia em um maiô não nos seja tão divertido. No entanto, não nos preocupemos! Há métodos simples que tratam sobre como reduzir a celulite que você pode utilizar para obter uma pele clara e bela, em questão de dias (Não meses!) Então, não desanime.


Recomendo o uso de Colastrina para eliminar celulite e estrias: https://oblogdapaty.com/colastrina/

Dependência da tecnologia: estamos demasiado presos?

Você não pode passar nem mais um minuto sem ver o telefone? Qual a primeira coisa que você faz ao acordar é ver suas redes sociais? Você está com a sua família, mas não falais, porque cada um está com seu celular? Pois é provável que esteja “viciado” em novas tecnologias.

O certo é que hoje em dia os celulares, os tablets e os computadores fazem parte da nossa vida diária, mas o problema vem quando não somos capazes de estar sem eles, e cria uma dependência, é o que se chama nomofobia (não-mobile-phone-phobia), um medo patológico que pode provocar a abstinência.

Será muito amarrado para o meu telemóvel?

De acordo com diferentes estudos, uma pessoa passa quase três horas por dia, usando seu telefone celular e dois de cada três adultos sofre de privação crónica do sono devido ao uso de dispositivos eletrônicos. Isso chega a ter tal magnitude que os especialistas já colocou nomes para os distúrbios de comportamento que podem gerar esses vícios, ao igual que a nomofobia:

  • Fomo (fear of missing out): medo de perder algo do que acontece na rede.
  • Phubbing: estar mais pendente do móvel em qualquer reunião social.
  • Whatsappitis: ter que responder as mensagens de Whatsap no momento.
  • Vampiring: precisar estar constantemente ligado, mesmo perdendo horas de sono.
  • Craving: dependência psicológica que gera uma ansiedade por não poder olhar para o celular, por qualquer motivo.

Tudo isso pode se transformar em algo patológico e afetar nosso ambiente pessoal, profissional e afetivo. Mas a principal preocupação dos especialistas e familiar centra-se nos adolescentes. Estes nativos digitais, que nasceram com o celular “debaixo do braço”, não imaginam a vida sem esses dispositivos e o fato de não estar ligado às redes sociais, ou de não poder conversar com seus amigos, você pode criar ansiedade e medo de ficar desconectado do seu círculo social.

Em países como Estados Unidos já existem clínicas de reabilitação para pessoas com dependência de seu Smartphone, internet ou jogos eletrônicos. Se bem que o termo vício sempre foi relacionado com substâncias químicas, parece que os vícios comportamentais gerados no cérebro umas respostas muito parecidas com as substâncias entorpecentes.

Quais são os problemas que podem advir desta nova dependência?

É indiscutível que estas ferramentas digitais têm grandes vantagens e que, o seu bom uso, repercute de forma positiva em nossas vidas, tornando-as mais fáceis e imediatas. Mas, o que acontece se nos “nós acoplamos”?

  • Pode se tornar uma prioridade, em vez de uma ferramenta.
  • O uso constante das redes sociais pode aislarnos de realidade e provocar problemas de auto-estima ou dependência, distorcer a nossa realidade, ou até mesmo nos afastar de nossos amigos e familiares.
  • Algumas doenças oculares, como a vista cansada ou sentir dor e rigidez nas mãos, são sintomas de passar muito tempo usando o celular. Além disso, podemos sofrer de dor nas costas ou pescoço devido às más posturas que adotamos ao usar o nosso computador ou tablet.
  • Nosso sistema nervoso também pode ser alterado e gerar nervosismo ou déficit de atenção.
  • As dores de cabeça e insônia também são problemas decorrentes do uso indiscriminado dos dispositivos eletrônicos.
Os jogos, outro grande problema

Não apenas o telemóvel ou os computadores podem se tornar uma obsessão. Os jogos podem ser divertidos e seu uso responsável pode ser benéfico para a nossa saúde. Mas quando passamos muitas horas na frente da consola, esta se torna nosso inimigo.

Perder a noção do tempo, a diminuição de nossas relações pessoais ou do desempenho acadêmico ou problemas de agressividade ou raiva, são condutas relacionadas com o passar muito tempo jogando videogames.

O que podemos fazer?

Principalmente, devemos tentar reduzir o uso desses dispositivos móveis e fazer um uso saudável das novas tecnologias:

  • Estabelecer horários de uso: fora das refeições, por exemplo.
  • Silenciar as notificações.
  • Salvá-lo se estamos com outras pessoas.
  • Não usá-lo enquanto estiver dirigindo, mas já é punível por lei, ou realizam tarefas que requerem a nossa atenção.

Encontrar outro tipo de passatempos “offline” também nos ajudarão a desengancharnos (se estamos ou não cair nesta dependência.

Por outro lado, se percebermos que temos algum dos sintomas comentados anteriormente, ou vemos que temos uma grande ansiedade quando não temos o nosso móvel próximo, devemos nos colocar nas mãos de um especialista que nos ajude a lidar com este problema antes que se torne um problema maior.

Accreditation Healthcare Quality do IDIS

Em 2015, o Instituto para o Desenvolvimento e Integração da Saúde (IDIS) apresenta um sistema inovador e pioneiro da saúde Espanhola, a Acreditação QH, que reconhece a Excelência na Qualidade Assistencial de organizações de saúde, tanto públicas como privadas. O nascimento da Acreditação enquadra-se na necessidade de ter uma medida comum que agrupase os diferentes atributos dos sistemas de qualidade existentes em um único indicador.

Com esta certificação vai premiar aquelas instituições que se esforçam em implantar um sistema de qualidade progressivo e continuado no tempo. Além disso, coloca à disposição das instituições, preocupadas com a melhoria contínua da qualidade, ferramentas de avaliação e oferece visibilidade para a organização de saúde por seus resultados em termos de qualidade para o paciente, obtendo esta uma atribuição dentro de uma faixa.

Este reconhecimento é garantido por um grupo de especialistas de saúde que identificam, consensuan e refletimos sobre os diferentes padrões dos sistemas de qualidade aplicados aos serviços de saúde espanhóis. Deste modo, estratifican às organizações de saúde em grupos de qualidade, promovendo a melhoria contínua, o benchmarking e o reconhecimento da excelência.

O indicador é baseado em um sistema progressivo desde a base, que é o selo de acesso ao sistema, até o máximo acreditable de qualidade que é a marca de 3 estrelas.

No caso de ASISA, em primeira convocação quatro centros do Grupo Hospitalar HLA receberam a Acreditação Quality Healthcare. O Hospital Universitário Cidade universitária de madrid (Madrid) obteve a acreditação na categoria de 2 estrelas; o Hospital Da Espanha (Madri), na categoria de 1 estrela; enquanto o Hospital Mediterrâneo (Almeria) e a Clínica Perpétuo Socorro (Lérida), alcançaram a acreditação base. Em novembro de 2016 também foram reconhecidos os hospitais HLA Imaculada (Granada) e HLA O Anjo (Málaga).

Com um longo caminho ainda por percorrer a Acreditação QH do IDIS revê periodicamente as organizações acreditadas para manter ou modificar a sua pontuação, porque, tal como diz o seu slogan “Quando é bem feito, há que reconhecê-lo”.

Acne: causas e tratamentos

O acne é uma doença de pele que afeta nosso rosto ou outras partes do corpo. Manifesta-Se através de espinhas, cravos, espinhas ou cistos e, se bem que não representa uma ameaça grave para a saúde, pode afetar psicologicamente o que o sofre.

Por que ocorre a acne?

Os poros de nossa pele contém glândulas sebáceas , que são as encarregadas de produzir a gordura necessária para lubrificar o cabelo e a pele. Normalmente fabricados a quantidade adequada para levar a cabo a sua função, mas devido a diferentes fatores, tanto internos como externos, é possível chegar a uma superprodução de sebo. Se há um excesso de gordura e muitas células mortas, os poros ficam entupidos e pode aparecer acne.

Entre os principais responsáveis desta doença são:

  • A hiperqueratinización da epiderme.
  • Os fatores hormonais.
  • A predisposição genética.
  • A bactéria chamada bactéria (propionibacterium acnes.
Onde pode aparecer o acne e o que podemos fazer para evitar isso?

A acne pode aparecer em várias partes do corpo, e em diferentes idades (acne juvenil ou acne adulto), embora as áreas mais comuns costumam ser: rosto, ombros e costas, glúteos e pernas, ou no pescoço e no queixo.

  • Acne no rosto: é o sinal mais comum na adolescência e normalmente se deve à mudança hormonal que o nosso corpo está sofrendo antes de nos tornarmos adultos. O aconselhável é manter uma boa higiene da área e seguir as indicações e tratamentos do especialista.
  • Acne nos ombros e costas: geralmente é causada por estresse e pelo calor. Neste sentido, devemos tentar levar roupa adequada para cada situação, ou relaxar, se estamos levando uma rotina muito ativa.
  • Acne nos glúteos e pernas: pode ser a consequência de usar roupa interior que não é de algodão. Isso pode fazer com que nossos poros não exalam de forma correta e aparecimento de borbulhas. Por isso, o que devemos fazer é tentar mudar a nossa roupa interior e observar como isso afeta a sua pele.
  • Acne no pescoço e queixo: as hormonas podem ter um efeito importante nesta área do nosso corpo. Se achar muito acne em nosso pescoço ou queixo, pode ser porque as nossas glândulas supra-renais estão muito ativas, ou também porque estamos consumindo muito açúcar. Para isso, devemos começar por reduzir a quantidade de açúcar na nossa dieta e, se observarmos que o problema não desaparece, consultar um especialista para que nos dê um diagnóstico de nosso problema.

Existem muitos hábitos saudáveis que podemos realizar para reduzir a quantidade de acne ou para evitar que apareça mais.

  • Alimentação: devemos tentar evitar consumir determinados tipos de alimentos, como gorduras e açúcares. Também o consumo de algumas substâncias prejudiciais para a nossa saúde, como o tabaco ou o álcool favorecem o seu aparecimento, por isso que devemos deixar de consumir.
  • Correta higiene da nossa pele: é vital para dar solução a este problema. Neste sentido, devemos evitar tocar a área afetada com as mãos sujas, ou rascarnos, já que nós podemos fazer com que os poros de cerca são contaminadas e nos venham mais grãos.
  • Não estourar as espinhas: para evitar cicatrizes na referida área ou que são contaminadas ainda mais. Para isso, o ideal é utilizar os tratamentos ou produtos indicados e esperar que o nosso corpo elimine por si só.

Também é importante que visitemos o especialista , se sofremos deste problema. Este profissional será o encarregado de dar o tratamento mais adequado para a nossa situação. É importante que o cumprir da forma mais rigorosa possível!

Acidentes cardiovasculares, o que são e como prevenir

Os hábitos de vida têm uma grande importância na saúde, especialmente na hora de evitar complicações como podem ser os acidentes cardiovasculares.

Mas, o que são os acidentes cardiovasculares?

De acordo com a Fundação Espanhola do Coração (FEC) as doenças cardiovasculares são a primeira causa de morte e deficiência a partir dos 40 anos nos países desenvolvidos. Este tipo de problemas são aqueles que afectam o nosso coração ou vasos sanguíneos e ocorrem quando se interrompe ou interrompe o fluxo sanguíneo em alguma parte do nosso cérebro.

Os especialistas advertem que não há sintomas claros quando sofremos alguns desses incidentes, já que dependem de qual parte do cérebro seja danificada, mas a verdade é que há alguns sinais como dor de cabeça, tonturas, perda de equilíbrio ou uma mudança na lucidez mental que podem alertar de estar sofrendo um deles. Além disso, isso pode ter consequências para a saúde e é que podem ficar sequelas como problemas no movimento ou na fala. Em alguns casos, também pode provocar a morte. Não obstante, muitas pessoas que sofreram um acidente cardiovascular melhoram durante as semanas e os meses posteriores ao evento.

Como podemos evitá-los?

Seguindo algumas orientações de vida saudável e reduzindo a hipertensão arterial, o colesterol, evitando a diabetes e a obesidade ou eliminando o hábito de fumar, a taxa de mortalidade por doença se veria diminuída consideravelmente.

Comentamos no post “Chaves para uma dieta cardiosaludable ideal“, uma alimentação ideal e saudável é muito importante na hora de prevenir os acidentes cardiovasculares. Para isso, o melhor é seguir uma dieta que seja equilibrada e variada, incluindo nela o consumo abundante de frutas, legumes, peixes, azeite, carnes magras, etc., neste sentido, recomenda-se também reduzir a ingestão de sal e açúcar, assim como evitar o consumo de álcool e tabaco.

Por outro lado, é fundamental fazer desporto; exercitar o corpo e mover-se é muito benéfico para o organismo. Essas medidas ajudam a manter os níveis de colesterol e glicose.

Além disso, há que se lembrar de ir ao especialista a cada certo tempo para acompanhar, entre outras coisas, a tensão arterial. Se tem antecedentes pessoais ou familiares com este tipo de patologias é importante fazer um exame médico a cada certo tempo, porque uma correcção tempo pode ser fundamental para a sua vida.

Por último, manter alguns hábitos de sono saudável também vai ajudar a reduzir os riscos de sofrer um acidente cardiovascular. Para isso, uma boa opção é criar as condições ideais para dormir bem.

Lembre-se em suas mãos está a evitar sofrer acidentes cardiovasculares e suas graves consequências.

9 dicas para tentar reduzir o colesterol

O colesterol é um tipo de gordura que se apresenta de forma natural no nosso corpo. Neste sentido, nosso corpo precisa de uma certa quantidade desta substância para funcionar de forma correta, mas o certo é que não manter os níveis de colesterol normais podem ser prejudiciais e entupir nossas artérias.

Como controlar o colesterol?

O nosso fígado é o responsável por gerar a maior parte do colesterol. Este é conhecido como o colesterol bom, ou HDL ajuda a remover o colesterol ruim (LDL). A nossa dieta tem um papel importante no seu aparecimento e devemos controlar os índices para evitar o entupimento nossas artérias e evitar doenças cardiovasculares. Não obstante, a aparição do colesterol pode ser causada por fatores genéticos ou outros distúrbios, mas na maior parte dos casos, pode ocorrer por um estilo de vida pouco saudável.

Por isso, se quisermos reduzir o colesterol, devemos fazer esportes e alimentação saudável. O mais aconselhável é:

  1. Reduzir o consumo de gorduras saturadas. O leite e seus derivados (queijo, creme de leite, manteiga…). Também devemos evitar enchidos ou patês.
  2. Não consumir gorduras trans, como batatas fritas ou pastelaria industrial (comida lixo).
  3. Cuidado com os óleos. Muitos produtos contêm óleos de palma ou de coco. O azeite de oliva é a melhor para o seu consumo, já que é uma importante fonte de antioxidantes.
  4. Melhor manteiga margarina. A margarina é de origem vegetal, mas suas gorduras trans são muito prejudiciais para a nossa saúde coronária. Neste sentido, a manteiga traz gorduras saturadas, mas é menos nociva para o nosso corpo.
  5. Consumir antioxidantes. Os antioxidantes neutralizam os efeitos do colesterol e ajuda a que não se acumule nas artérias. Os frutos do bosque e algumas verduras também são benéficos.
  6. Adicionar produtos com fibras em nossa dieta. Isso nos ajudará a eliminar o mau colesterol nas fezes diárias. A aveia, a cevada e leguminosas são alimentos ricos nesta substância.
  7. Eliminar o consumo de tabaco. Este reduz o colesterol bom, indispensável para o correto funcionamento de nosso corpo. A obesidade e um estilo de vida sedentário, também são fatores-chave no aparecimento do colesterol.
  8. Fazer exercício. Caminhar, correr, nadar ou outro tipo de esporte aeróbico de forma regular aumenta o HDL e diminui o LDL.
  9. Consultar o médico. Se apesar de ter um estilo de vida saudável e fazer exercício nosso colesterol não se reduz, devemos fazer alguns testes. Alguns medicamentos ajudam a reduzir o colesterol e os triglicerídeos.

8 motivos para incluir os morangos em sua dieta

A morangos e fresones pode ser que sejam uma das frutas mais populares, com seu delicioso sabor estes frutos são carregados de inúmeros benefícios para a saúde e para o bom funcionamento do organismo.

Esta apreciada fruta oferece múltiplas possibilidades na cozinha e por isso pode ser consumido de várias maneiras: crua, em compotas, em batido, acompanhando a outros alimentos, como o iogurte ou cereais…

8 razões por que os morangos são fundamentais na dieta

Os morangos têm uma grande quantidade de efeitos positivos sobre o organismo, alguns de seus principais benefícios são:

  1. Regulam o processo digestivo. Devido à sua contribuição de fibras, que melhora o trânsito intestinal e reduz a sensação de fome, o que ajuda no caso de querer perder peso.
  2. Têm efeito antioxidante. De acordo com um estudo de um grupo de voluntários, coordenado por pesquisadores da Universidade Politécnica de Marche (UNIVPM, na Itália) e a Universidade de Granada (UGR), comer esta fruta melhora a capacidade antioxidante de qualidade para manter a saúde e evita o envelhecimento das células.
  3. É um anti-inflamatório natural. Contêm manganês, um mineral que ajuda a combater os processos inflamatórios do organismo.
  4. Melhoram a qualidade dos ossos. Graças ao seu alto teor de magnésio, potássio e vitamina K, que ajuda a melhorar a saúde óssea.
  5. Cuidam da saúde ocular. Alguns estudos têm relatado que os morangos diminuem o risco de degeneração macular.
  6. Retardar os sinais do envelhecimento. É um alimento ideal para aqueles mais preocupados com os efeitos produzidos pela passagem do tempo. O ácido elágico presente em morangos melhora a elasticidade da pele e retarda o aparecimento dos sinais do envelhecimento, como as rugas e a flacidez. Por outro lado, a biotina contribui para a manutenção de um cabelo e unhas saudáveis.
  7. Melhoram a saúde cardiovascular. A Fundação Espanhola do Coração reivindicada as propriedades nutricionais das frutas, por seus efeitos cardiosaludables e sua influência positiva no controle da hipertensão.
  8. Ajudam a cuidar da memória. De acordo com um estudo publicado na revista científica Annals of Neurology em 2012, os morangos são frutas ricas em flavonoides, um componente que reduz o declínio cognitivo em pessoas de mais idade.

Com a ingestão desses frutos vermelhos de intenso aroma conseguem grande quantidade de vitaminas e minerais essenciais que contribuem para o bom estado do organismo. Além disso, são baixas em calorias, um copo contém 43 calorias, quem pode resistir?

Alimento do mês

7 doenças prevalentes em mulheres

Seja pelo ritmo de vida ou por diferenças biológicas, existem algumas patologias que se apresentam apenas ou com maior frequência em mulheres.

Neste sentido, algumas das patologias prevalentes no sexo feminino são:

  1. Distúrbios emocionais. A partir da adolescência, as mulheres superam os homens em alterações psicológicas. Às vezes, são os problemas ou as crises pessoais que derivam destas doenças silenciosas que tanto custa gerir. Segundo a OMS, a depressão é a doença que mais baixas laborais
  2. Enxaquecas e dores de cabeça. Sua maior prevalência no sexo feminino deve-se a fatores hormonais, embora, em muitos casos, pode tratar-se de um distúrbio hereditário. É por isso que as dores de cabeça tendem a aumentar nos dias anteriores à menstruação e diminuir durante a gravidez e após a menopausa.
  3. Problemas circulatórios. Doenças como varizes ou hemorróidas são algumas das preocupações das mulheres. Apesar de seu surgimento relaciona-se diretamente com um fator hereditário, são problemas muito comuns durante a gravidez e depois do parto.
  4. Câncer de mama. É o câncer que apresenta maior incidência no sexo feminino, mas, não obstante, também é o que tem o maior índice de sobrevivência, graças à detecção precoce e aos avanços nos tratamentos. Por esta razão, é um dever de todas as mulheres tornar-se autoexploraciones de mama a cada mês e revisões periódicas, para verificar que não existe nenhum tipo de problema no organismo.
  5. Cistos ovarianos. Trata-Se de patologias comuns que normalmente são o resultado do processo normal da menstruação. Apesar disso, é necessário que também de se submeter a revisões ginecológicas periódicas para controlar esses processos e evitar males maiores.
  6. Tiróide. Os distúrbios associados à glândula da tiróide são também uma das doenças mais comuns entre as mulheres e os primeiros sinais costumam aparecer entre os 25 e os 35 anos. Um dos principais sintomas é a alteração do peso corporal, tende a engordar ou emagrecer sem nenhum motivo aparente.
  7. Doenças do aparelho locomotor. Doenças, como a artrite reumatóide, osteoporose e fibromialgia são mais comuns no sexo feminino que no masculino.

Por último, cabe destacar que algumas destas patologias não são exclusivamente femininas, simplesmente, as mulheres são mais vulneráveis e têm mais tendência a padecerlas. Não obstante, com cerca de hábitos de vida saudável, uma alimentação adequada e indo a revisões periódicas com o médico, muitas delas podem prevenir e controlar.

Então, sim que você sabe, se você sofre de alguma destas patologias, eu não as deixe de lado e cuide de si!

7 dicas para melhorar a sua saúde sexual

A saúde sexual é um domínio que parece ser um tabu e que deve visibilizarse e cuidar tanto como outros aspectos vitais, já que afetam diretamente o bem-estar físico, emocional, mental e, até mesmo, social.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a saúde sexual requer uma abordagem positiva e respeitosa da sexualidade e das relações sexuais, assim como a possibilidade de ter experiências sexuais prazerosas e seguras, livres de qualquer coação, discriminação e violência”.

Um dos órgãos mais importantes para poder desfrutar de uma saúde sexual ideal é o cérebro. Neste sentido, alguns peritos especializados em sexologia afirmam que há doenças mentais que podem causar disfunções sexuais, pelas próprias patologias ou por fármacos com que são tratados. Da mesma forma, as disfunções sexuais podem levar à depressão ou ansiedade.

Às vezes, a rotina, as pressas, os problemas e o stress diário fazem com que se deixe de lado a sexualidade e esta passe a um segundo plano. Deste modo, pouco a pouco, se vai apagando a chama e diminuindo o desejo sexual. Neste problema, os especialistas também concordam que o estilo de vida ocidental não facilita a dedicar-se ao amor, ao erotismo, nem para o casal.

Dicas para melhorar a sua saúde sexual:

  1. Fazer exercício. O esporte costuma produzir bem-estar e satisfação, o que em muitos casos pode se traduzir em um aumento da libido. Os especialistas recomendam especialmente a natação e Pilates.
  2. Deixar de fumar. O consumo de tabaco pode prejudicar a função erétil.
  3. Seguir uma alimentação equilibrada. Uma dieta com alto conteúdo em gorduras saturadas repercute de forma negativa sobre a quantidade de espermatozóides.
  4. Usar métodos contraceptivos. Um dos fatores mais importantes na área da saúde sexual é a utilização de contraceptivos, os quais ajudam a prevenir doenças sexualmente transmissíveis (DST) e gravidez não planejadas.
  5. Controlar o estresse. A ansiedade, reduz o nível de testosterona no sangue e provoca uma diminuição do apetite sexual. Você pode tentar resolver esse problema praticando técnicas de autocontrole emocional.
  6. Informar-se. É essencial estar por dentro de tudo o que está relacionado com a sexualidade e com o próprio corpo. A falta de informação pode prejudicar a saúde sexual.
  7. Comunicar-se. Uma boa comunicação entre o casal permite diminuir o risco de mal-entendidos e, conseqüentemente, aumentar a probabilidade de melhorar a qualidade do encontro erótico.

Tendo em conta os factores acima expostos, enfatiza-se que é importante desfrutar com a liberdade da sexualidade. Sempre e quando se faça de uma forma responsável, evitando e prevenindo qualquer tipo de risco, pode-se criar uma experiência de vida saudável e útil para o corpo e a mente.

6 razões para praticar desporto em equipa

Se o esporte já é divertido e saudável quando se realiza de forma individual, imagine o fantástico, que pode chegar a ser praticar esportes em equipe, compartilhando e vivendo experiências com colegas e amigos.

Fazer exercício de forma coletiva é algo que você pode apreciar a maioria das pessoas, desde os mais pequenos até os mais velhos. No caso dos adolescentes, a prática de esportes não apenas a ajudá-lo no desenvolvimento de seu organismo , mas também, servirá para prevenir hábitos muito nocivos, como o consumo de tabaco, álcool ou drogas. O exercício beneficia tanto a saúde física como mental.

De acordo com uma pesquisa da Universidade de Vrije, na Holanda, fazer exercícios em grupo contribui para potenciar as capacidades cognitivas, melhorando a função cardíaca e aumentando os níveis de endorfinas, bem como a conexão entre os neurônios, o que repercute positivamente um melhor desempenho mental.

Existem muitas razões para querer praticar esportes em equipe. Abaixo temos alguns dos vários benefícios e ensinamentos que podem contribuir:

  1. Trabalho em equipe. Você aprende o quanto é importante colaborar, ajudar e confiar uns nos outros para alcançar bons resultados.
  2. Descubra o que é a “rivalidade sadia”. Adquire-Se a capacidade de aprender tanto as vitórias, refletindo a humildade, como as derrotas, aplicando-se valores como a tolerância.
  3. Companheirismo. Criam-Se vínculos com os colegas e se põe em relevo a importância que tem a solidariedade para que haja bom ambiente no grupo e, deste modo, ser mais eficazes.
  4. Praticar esportes em equipe promove a socialização, já que se conhece novas pessoas e geram uma série de lembranças e experiências compartilhadas com o outro.
  5. Melhora a auto-estima. Sentir o apoio dos outros pode ajudar a superar os medos e, conseqüentemente, a sentir-se reconfortado.
  6. Favorece a saúde. O esporte tem inúmeros benefícios para o organismo. Melhora o humor, ajuda a estabelecer uma rotina ideal de sono, incide diretamente na redução dos índices de sedentarismo e ajuda a prevenir doenças como a obesidade, a osteoporose ou os distúrbios cardíacos, entre outras.

É claro que sair para praticar qualquer esporte com os amigos pode ser muito mais divertido do que ficar a tarde toda no sofá e os benefícios, tanto físicos como mentais, serão infinitamente maiores. O descanso é importante, mas o corpo e a mente também agradecer compensar a sua relação com as outras pessoas enquanto se torna uma atividade prazerosa.

Então, não hesite, faça chamadas para seus amigos, e ficareis para divertiros fazendo exercício!

6 chaves para um coração saudável

Cuidar do seu coração deve ser uma de suas prioridades, e é que as doenças cardíacas são uma das principais causas de morte em todo o planeta e, mais especificamente, de morte não violenta em Portugal. De acordo com os dados oferecidos pela Fundação Espanhola do Coração, atualmente ocorrem 17,5 milhões de mortes anuais prematuras por doenças cardiovasculares.

Neste sentido, contar com um coração saudável é necessário para desfrutar de uma boa qualidade de vida. Está em suas mãos o levar a cabo hábitos saudáveis que ajudem a promover a sua saúde. Uma boa atitude pode trazer imensos benefícios que se traduzirão em melhoria da saúde. O coração é o motor do corpo e é muito importante cuidar dele, por isso, temos aqui uma série de dicas que te vão ajudar a manter uma boa saúde cardiovascular.

Cuidar do seu coração é algo simples, só é necessário incluir algumas ações no dia-a-dia e eliminar os fatores que influenciam negativamente a saúde cardiovascular; seguir essas dicas serão de grande ajuda:

  1. Cuida da alimentação. Parece algo óbvio, mas as doenças cardiovasculares estão relacionadas com uma má alimentação, o excesso de peso e o consumo de gorduras. Os alimentos transgênicos e as gorduras saturadas são os principais inimigos do nosso coração, mas também há que ter controlado as quantidades de sal, a pastelaria e a carne vermelha que se ingerem.
  2. Realiza esporte de forma saudável. Fazer exercício vai melhorar muito a saúde cardiovascular, especialmente se realizam atividades aeróbicas, já que ativam a função do coração. O recomendável é dedicar pelo menos 30 minutos por dia. Desta forma ajuda a proteger o sistema circulatório, regularás a tensão arterial e aumenta o fluxo sanguíneo.
  3. Mantenha uma atitude positiva. Situações como o estresse ou a tristeza podem aumentar a pressão no sangue gerando falhas no coração. Para evitar esta situação, é importante reservar algum tempo para si e criar espaços em que você se sinta confortável e relaxado.
  4. Respeite as horas de sono. O ideal são oito horas de sono diário, já que dormir mal pode aumentar o risco de sofrer de taquicardia.
  5. Elimina hábitos nocivos. O álcool e o tabagismo são altamente prejudiciais para o coração. Ambas as substâncias colapso das artérias, resultando em um aumento de trabalho para o sistema cardiovascular. Por isso, é importante deixar para trás esses maus hábitos.
  6. Controle o seu histórico familiar. Muitas vezes não se conhecem as doenças que já teve uma família, e isso é importante, já que, em muitas ocasiões, as doenças cardiovasculares podem ser hereditárias.

Aproveitando que o dia 29 de setembro comemora-se o Dia Mundial do Coração, convidamos-vos para que conheçais os principais fatores de risco cardiovascular. É hora de colocar mãos à obra e vamos cuidar do nosso coração!

5 benefícios de consumir frutos secos

A chave de uma alimentação saudável está na ingestão controlada e consciente de uma grande diversidade de alimentos que ajuda no bom funcionamento do organismo. Dentro desta dieta devem estar presentes os frutos secos, sempre em seu formato bruto e nunca com sal.

Uma porção diária de nozes, amêndoas, amendoins ou outros frutos secos pode ser mais benéfica do que possa parecer, mas receber corretamente seu alto valor nutritivo e energético , o melhor é consumi-los em seu estado natural, já que, deste modo, todas as suas propriedades se mantêm intactas e não sofrem nenhum tipo de alteração.

Alguns dos benefícios que caracterizam os frutos secos são os seguintes:

  1. São cardiosaludables. Graças ao seu alto conteúdo em gorduras saudáveis, alguns deles contêm os populares Ômega 3, que ajudam a regular os níveis de colesterol no sangue e, consequentemente, protegem o sistema cardiovascular.
  2. Manter a pele jovem. Suas qualidades antioxidantes lutam contra o envelhecimento e oxidação das células do corpo.
  3. Regulam o trânsito intestinal. Graças ao seu alto conteúdo em fibras ajudam a combater a prisão de ventre e a reduzir os distúrbios intestinais.
  4. Melhoram o humor e diminuem a barriga. De acordo com um estudo recente da Universidade de Barcelona, publicado no Journal of Proteome Research, as pessoas com síndrome metabólica que incorporam à sua dieta nozes e amêndoas experimentam, em um prazo de 12 semanas, um aumento importante dos níveis de serotonina. Esta substância faz com que diminua a sensação de fome e a concentração de substâncias relacionadas com a inflamação, combatendo a obesidade abdominal e a melhorar o bom humor.
  5. Combate a fadiga e o stress. Devido às suas contribuições em ácido fólico ajudam a eliminar o cansaço e a ansiedade.

A quantidade diária recomendada de frutas secas é de aproximadamente 25 gramas por dia e podem ser incorporados na dieta de várias formas, já que se trata de um alimento muito versátil:

  1. Podem ser um excelente complemento para uma salada de legumes. Com um punhado de seus frutos secos favoritos, você pode fazer uma refeição perfeita.
  2. É um alimento ideal para ser consumida entre as refeições, ou então, no café da manhã ou no lanche da tarde.
  3. Podem jogar em uma fresca salada de frutas, dando-lhe um toque mais crocante.
  4. Uma boa combinação é com frutas ou iogurte, obtendo assim uma bebida muito nutritiva.
  5. Se o que quer é dar aquele toque especial em seu purê de abobrinha ou cenoura você também pode tentar adicionar uma mistura de frutos secos. Se preferir, você pode criar diretamente um creme de amendoim ou amêndoas.

As nozes são um alimento extraordinário que pode ser consumido diariamente, mas sem abusar e sem ingerir em grandes quantidades. Experimente a incorporá-los na sua alimentação!

12 sintomas da menopausa

Neste 18 de outubro é comemorado o Dia Internacional da Menopausa. O objetivo é sensibilizar a população em geral e às mulheres em particular, da importância de cuidar durante este período. É necessário enfrentar a situação e prevenir as possíveis consequências que podem afectar a nossa qualidade de vida durante esses anos.

O que é a menopausa?

Com a maturidade, os ovários deixam de produzir certos hormônios (estrogênio e progesterona). Neste momento, ocorre o desaparecimento da menstruação e começam as mudanças físicas e psicológicas. Mas a menopausa não aparece de repente. Os primeiros sinais (pré-menopausa) podem aparecer até 7 anos antes do período. As falhas na menstruação, afrontamentos ou a secura vaginal são sintomas do climatério (o passo da época fértil para o não fértil), mas para diagnosticar que uma mulher tem menopausa, deve levar, pelo menos, 12 meses sem menstruação.

Não há uma idade específica para o aparecimento da menopausa. A idade média é de 50 anos, se bem que algumas mulheres sofrem de menopausa precoce (por volta de 40 anos), e outras tardia (se você ainda tem o período após os 55 anos).

12 sintomas da menopausa

A diminuição e posterior desaparecimento dos hormônios femininos, provoca nas mulheres uma série de sintomas que há que ter presentes:

  • Menstruação irregular e desaparecimento: estas alterações podem aparecer antes mesmo da pré-menopausa. Os ciclos se tornam mais curtos e podem ocorrer mudanças na quantidade de sangramento.
  • Ondas de calor e calor repentino: é o sintoma mais comum da menopausa, ocorre em cerca de 80% das mulheres. São muito comuns durante a noite, quando podem ocorrer suores noturnos seguidos de calafrios.
  • Distúrbio de sono: insônia é outro dos sintomas do climatério. Está muito ligado às ondas de calor e as sudoraciones.
  • Secura vaginal: isso pode afetar as relações sexuais e à psicologia da mulher.
  • Mudanças emocionais e depressão: a redução dos níveis de estrogênio e os sintomas contribuem para um maior risco de sofrer de depressão, tristeza e alterações de humor.
  • Mudanças corporais: aumenta o nível de gordura corporal, principalmente na área do trem superior, e podem aparecer problemas de obesidade, o que pode causar problemas a nossa saúde cardiovascular.
  • Perda de cabelo e unhas fracas: cada vez se tornam mais frágeis. O cabelo perde a sua textura e torna-se mais seco e fraco.
  • Problemas de memória e dificuldade para concentrar-se: o estrogênio tem um papel importante no funcionamento normal do cérebro feminino, por isso que as mulheres podem começar a ter esquecimentos a curto prazo.
  • Pele seca: a redução de colágeno, que é o que dá firmeza e beleza da nossa pele, faz com que esta se torne mais fina. Às vezes, pode causar coceira.
  • Dores de cabeça ou no peito: a mastodinia é muito comum durante os primeiros anos de pré-menopausa, assim como as enxaquecas, muito parecidas com as que sofrem durante o ciclo menstrual.
  • Aparecimento de pêlos faciais: o aumento de andrógenos (hormônio masculino), que pode provocar o aparecimento de cabelo em áreas como o queixo, bigode, peito ou no abdómen.
  • Osteoporose ou problemas nos ossos: nas mulheres, a perda de massa se intensifica com a perda de hormônios, que exercem uma ação protetora sobre nossos ossos.
Como posso melhorar os sintomas?

Nenhuma mulher pode evitar a menopausa. Há que aceitar a passagem do tempo e conhecer e valorizar o nosso corpo em cada etapa. Não obstante, uma forma de vida ativa e saudável pode ajudar a aliviar alguns dos efeitos do climatério. Fazer exercício de forma regular, evitar o consumo de café e álcool, comer de forma saudável, não fumar e ir ao ginecologista regularmente, pode ajudar-nos a lidar melhor com a menopausa.

10 dicas para manter sua mente ativa e saudável

Todo mundo deveria ter como objetivo vital manter a sua mente ativa e saudável, esta tarefa é contínua, não é o fim, mas a prática faz o mestre. A passagem do tempo faz com que algumas funções do corpo começam a se desgastar e até mesmo ocorrer que o cérebro perca alguma de suas habilidades, por isso há que pôr mãos à obra e minimizar esses efeitos.

A vida é cheia de stress e de um barulho contínuo que podem levar ao aparecimento de fadiga, mas há que lutar contra ele Como? Comecemos por estes 10 conselhos para manter a sua mente ativa e saudável:

  1. Alimente-se de forma equilibrada. Mantenha uma dieta saudável, lembre-se de incluir antioxidantes naturais, que são encontrados em frutas e vegetais, e ajudam a que o cérebro se mantenha jovem.
  2. Dormir uma hora a mais. Um sono de qualidade e reparador ajuda a ter uma melhor jornada muito mais do que se poderia imaginar. Dormir bem fará com que o cérebro seja capaz de processar toda a informação que foi adquirindo ao longo do dia.
  3. Faça exercício. Se quiser ativar sua mente, também é necessário ativar o seu corpo. A atividade física diminui o risco de deterioração mental.
  4. Tenta deixar o estresse de lado. Relaxar é uma das principais chaves para evitar a deterioração e desgaste da mente. A angústia e a ansiedade prejudicam o cérebro, por que eliminar tensões é fundamental.
  5. Deixa a mente em branco. Desliga, esquece por momentos de tudo o que te rodeia. Dedicar tempo para não fazer nada, faz com que a mente tenha também o seu momento de descanso e relaxamento.
  6. Reúna-se com amigos ou familiares. A vida social e a melhoria da saúde mental. Entre em contato com seus entes queridos ou conhece pessoas novas, faz sair a dar um passeio, conversar tranquilamente, ou jogar ludo, o importante são as atividades em pares ou grupo.
  7. Dedique tempo para fazer coisas novas. Você pode aprender um idioma ou praticar um novo esporte, desta forma o cérebro está ativo e aumenta a capacidade de concentração.
  8. Lee. Ler estimula e ativa a mente, ao mesmo tempo em que traz satisfação e informação nova e valiosa para o dia-a-dia.
  9. Toca um instrumento. Aprender ou tocar um instrumento musical permite explorar outras áreas cerebrais e evitar danos neurológicos que provoca o envelhecimento.
  10. Exercite sua mente. Existem uma série de jogos e exercícios específicos para melhorar a memória e a manter em forma o cérebro. Por isso, é recomendável dedicar-lhes tempo e, assim, evitar o desgaste mental.

Você cumpre todos os pontos? Você ainda alguma outra rotina que te ajuda a ter a mente ativa e saudável? Esperamos seus comentários!

10 dicas para conseguir dormir bem

A quantidade e qualidade de sono afetam diretamente o estado físico e mental, e se refletem na saúde, o desempenho e o ânimo. Por isso, é preciso lembrar a importância que tem a dormir entre 7 e 9 horas por dia. Além disso, há que tentar conseguir um descanso diário completo, tendo uma boa noite de sono, aqui revemos os melhores dicas para alcançá-lo.

  1. Veja um horário e cúmplelo. Pense o llegarías tarde ao teatro? Como qualquer outra data que cumprir com o que você tem a cada dia com o seu descanso. Para isso, tente dormir e acordar sempre à mesma hora, seja dia útil ou feriado, isso ajudará a criar um hábito que o seu relógio biológico agradecer.
  2. Aplique o condicionador em seu quarto. Este quarto está destinada para dormir e nada mais, deve poder ficar completamente às escuras e, também, ser silenciosa. Isto é muito importante porque a luz e o ruído podem alterar a qualidade do sono e gerar problemas de saúde.
  3. Cama aconchegante e temperatura adequada. O ideal para conciliar o sono e mantê-lo adequadamente é ter uma temperatura ambiente entre 18 e 21 ° C, isso se deve a que os níveis máximos de tempo total de sono, sono profundo e sono REM, alcançam-se em ambientes térmicos neutros. Além disso, ter uma cama com um colchão que seja como e uma roupa de cama adequada, de tecidos naturais, fazem a combinação perfeita.
  4. Faça exercício, mas durante o dia. O exercício é benéfico para a saúde e para o descanso, já que reduz o estresse, mas não é um bom aliado para antes de dormir. Se quiser ter uma boa noite de sono evita fazer exercício pelo menos um prazo de 3 horas antes de deitar.
  5. Evite consumir bebidas com cafeína, teína, ou outros estimulantes umas seis horas antes da sua hora prevista para deitar. Também é recomendável excluir do jantar, o álcool, uma vez que, embora induza ao sono este é superficial e, portanto, nada reparador.
  6. Cuide de sua jantar, tão importante é o que come, como quando o fizer. O jantar deve ser feito duas horas antes de dormir para poder deitar-se com a digestão feita. Os melhores alimentos para este momento são os lácteos, as bananas, carne magra, peixe azul e os hidratos de carbono de absorção lenta, como o mel ou o pão integral.
  7. Diga adeus aos dispositivos eletrônicos, como o computador ou o telefone, pelo menos uma hora antes de deitar. A luminescência da tela pode chegar a “enganar” o seu corpo e alterar a secreção de melatonina, hormônio natural interna indutor do sono.
  8. Vai para a cama livre de estresse, é algo fácil de dizer, mas para muitas pessoas um ponto difícil de conseguir. Ler um livro simples ou escrever um diário em papel são atividades que podem ajudá-lo a libertar parte das tensões acumuladas durante o dia.
  9. Hidrátate bebendo água e vá ao banheiro antes de deitar, assim, o seu corpo estará pronto para passar pelo menos 8 horas descansando, sem interrupções.
  10. Crie uma rotina. Com todas essas diretrizes, você pode criar uma rotina que faz com que cada vez seja mais fácil dormir e ter um sono de qualidade.

Se você acha que pode ser difícil adotar todas as diretrizes da vez vai, pouco a pouco, sem pressa, mas se nós recomendamos que você tente, porque o seu corpo lhe pede que durma o necessário, e você deve prestar atenção para enfrentar cada dia com 100% de energia. ¡A por isso, #Duerme1HoraMás!

Duerme1HoraMás

10 dicas para conviver melhor com o diabetes no verão

No verão, sobretudo em períodos de férias, que costumam estar menos pendentes de nossa saúde, já que diferentes fatores como as viagens, as refeições fora de casa ou o calor, podem promover a nossa má alimentação.

Se, além disso, sofremos de diabetes, esta é uma época em que devemos dar especial atenção ao nosso corpo, já que o calor e a consequente desidratação, aumentam a concentração de glicose no sangue.

Como lidar com a diabetes no verão?

Controlar a diabetes e desfrutar de nosso verão é possível. A única coisa que devemos evitar é o ganho de peso e manter um bom controle dos níveis de glicose e lipídios no sangue.

Para isso, não é necessário que nos privemos de nossas rotinas habituais, simplesmente temos de pôr em prática estas dicas:

  • Tem uma dieta mais saudável e variada possível. É aconselhável controlar as quantidades e, se nos sobrepasamos, compensar isso com exercício físico.
  • Tenha especial cuidado com a ingestão de gorduras e tenta comer alimentos ricos em fibra.
  • Tenta ter sempre à mão bebidas açucaradas, como sucos, para poder tratar uma hipoglicemia e biscoitos ou frutas poder improvisar uma refeição e, assim, evitar ultrapassar os horários habituais.
  • Lembre-se que é necessário exercitar-se se você sofre desta doença, então não perca os bons costumes durante as suas férias.
  • Controla os níveis de glicemia antes e depois do exercício para evitar as hipoglicemias.
  • O calor e a umidade favorecem a desidratação, assim que bebe água sem esperar para ter a sensação de sede.
  • Qualquer ferida no pé de uma pessoa diabética representa um risco, então preste atenção a qualquer risco. No verão, procura trazer também sapatos fechados e hidrata bem a pele para evitar o atrito.
  • Você tem que ajustar o tratamento às mudanças de horários, já que, em viagens de longa distância, a alimentação e o tratamento devem ajustar-se às diferenças de fuso horário. Consulte-o sempre com o seu médico.
  • Não há que expor a insulina ao sol. Também é importante levar peças por se perder durante as férias. Além disso, é muito útil levar um relatório médico se você viajar para o estrangeiro, para evitar problemas com as autoridades.
  • Use roupas folgadas e leves e proteger-se do sol sempre que se possa.

10 benefícios do yoga para melhorar a nossa saúde

O Yoga tornou-se um dos esportes de moda nestes últimos anos. Atualmente, milhões de pessoas praticam esta disciplina praticamente diário. E é o que os especialistas garantem que os exercícios deste tipo gera inúmeros benefícios para a nossa saúde, tanto física como mentalmente.

Nós muitas vezes pensamos em começar a levar uma vida mais saudável e estabelecemos objetivos, como perder peso, fortalecer o nosso corpo, ou simplesmente apreciam as coisas de maneira mais relaxada e tranquila. Neste sentido, começar a praticar yoga regularmente pode ajudar-nos a alcançar essas metas, já que esta prática mais do que um esporte, é uma filosofia de vida.

O que é o yoga?

O yoga é uma disciplina tradicional, que conecta a nossa parte física, mental e espiritual. Segundo seus praticantes, o yoga é muito mais do que realizar exercícios posturais. Trata-Se de um conjunto de técnicas de concentração decorrentes desta doutrina filosófica que se realizam para conseguir um maior controle de nosso corpo e mente.

Benefícios do yoga para a nossa saúde
  1. Fortalece nossos ossos e nos ajuda a melhorar nossa flexibilidade e higiene postural: As diferentes posições e movimentos que envolvem os exercícios de yoga fortalecem os ossos, uma vez que aumentam a densidade óssea. Além disso, ao praticar este esporte, também aumentamos a nossa flexibilidade e corrigir maus hábitos posturais.
  2. Nos ajuda a dormir melhor: as técnicas de relaxamento que empregamos ao praticar este esporte nos ajudam a dormir melhor, se você costuma realizar estes exercícios à noite.
  3. Agiliza a nossa mente: o yoga traz excelentes benefícios para o cérebro e do sistema nervoso central, já que engrossa as camadas do córtex cerebral (parte do cérebro relacionada com a aprendizagem) e aumenta a neuroplasticidad. Ou seja, quando praticamos yoga, desenvolvemos também a nossa capacidade de aprender coisas novas.
  4. Ajuda a combater o estresse: também graças às técnicas de respiração e relaxamento, temos mais conhecimento na hora de combater situações de estresse.
  5. Nos ajuda a perder peso: a prática de diferentes exercícios do yoga, como o Surya Namaskar (“Saudações ao sol”) ou o pranayama Kapalbhati nos ajudam a perder peso. Além disso, as pessoas que o praticam de forma regular tendem a ser mais sensíveis sobre o tipo de alimentos que devem tomar e qual é o momento certo para fazê-lo.
  6. Protege o coração, ajuda a reduzir a pressão arterial e diminui a frequência cardíaca. Por outro lado, também reduz os níveis de mau colesterol e triglicéridos.
  7. Melhora o nosso sistema imunológico: as técnicas de respiração, os pranayamas e meditação ajudam-nos a melhorar nosso sistema imunológico.
  8. Ajuda a combater algumas doenças como a artrite ou a asma: através de exercícios posturais ou as técnicas de respiração e relaxamento, alguns pacientes que sofrem de doenças respiratórias ou ósseas, vêem que os sintomas de sua doença são reduzidos.
  9. Ajuda-Nos a melhorar as nossas relações de casal: ao aprender a relaxar e a liberar tensões mais rapidamente, conectamos com o nosso corpo com maior facilidade, perceber melhor as sensações e aumentar o fluxo sanguíneo do nosso corpo (incluindo a área pélvica). Isto origina um aumento de nosso desejo sexual e a resposta aos estímulos durante uma relação. Como resultado, as mulheres ajuda a atingir o orgasmo com mais facilidade e os homens, ajuda a combater a ejaculação precoce.
  10. Contribui para melhorar o nosso estado de felicidade: como todo exercício, o yoga estimula a liberação de endorfinas (substâncias produzidas naturalmente no cérebro que provocam sensação de bem-estar e prazer).

Cabe também destacar que o yoga deve ser praticada sob uma série de conhecimentos, já que se assim não for, pode produzir uma série de problemas no nosso corpo. Nesse sentido, nos referimos a problemas em nossa musculatura e ossos. Quando practiquemos esta disciplina deixe de realizar as posturas da forma correta.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén