Seja pelo ritmo de vida ou por diferenças biológicas, existem algumas patologias que se apresentam apenas ou com maior frequência em mulheres.

Neste sentido, algumas das patologias prevalentes no sexo feminino são:

  1. Distúrbios emocionais. A partir da adolescência, as mulheres superam os homens em alterações psicológicas. Às vezes, são os problemas ou as crises pessoais que derivam destas doenças silenciosas que tanto custa gerir. Segundo a OMS, a depressão é a doença que mais baixas laborais
  2. Enxaquecas e dores de cabeça. Sua maior prevalência no sexo feminino deve-se a fatores hormonais, embora, em muitos casos, pode tratar-se de um distúrbio hereditário. É por isso que as dores de cabeça tendem a aumentar nos dias anteriores à menstruação e diminuir durante a gravidez e após a menopausa.
  3. Problemas circulatórios. Doenças como varizes ou hemorróidas são algumas das preocupações das mulheres. Apesar de seu surgimento relaciona-se diretamente com um fator hereditário, são problemas muito comuns durante a gravidez e depois do parto.
  4. Câncer de mama. É o câncer que apresenta maior incidência no sexo feminino, mas, não obstante, também é o que tem o maior índice de sobrevivência, graças à detecção precoce e aos avanços nos tratamentos. Por esta razão, é um dever de todas as mulheres tornar-se autoexploraciones de mama a cada mês e revisões periódicas, para verificar que não existe nenhum tipo de problema no organismo.
  5. Cistos ovarianos. Trata-Se de patologias comuns que normalmente são o resultado do processo normal da menstruação. Apesar disso, é necessário que também de se submeter a revisões ginecológicas periódicas para controlar esses processos e evitar males maiores.
  6. Tiróide. Os distúrbios associados à glândula da tiróide são também uma das doenças mais comuns entre as mulheres e os primeiros sinais costumam aparecer entre os 25 e os 35 anos. Um dos principais sintomas é a alteração do peso corporal, tende a engordar ou emagrecer sem nenhum motivo aparente.
  7. Doenças do aparelho locomotor. Doenças, como a artrite reumatóide, osteoporose e fibromialgia são mais comuns no sexo feminino que no masculino.

Por último, cabe destacar que algumas destas patologias não são exclusivamente femininas, simplesmente, as mulheres são mais vulneráveis e têm mais tendência a padecerlas. Não obstante, com cerca de hábitos de vida saudável, uma alimentação adequada e indo a revisões periódicas com o médico, muitas delas podem prevenir e controlar.

Então, sim que você sabe, se você sofre de alguma destas patologias, eu não as deixe de lado e cuide de si!